O pastor Raimundo João de Santana, presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Rio Grande do Norte desde o dia 03 de janeiro de 1999 vai renunciar. Fonte exclusiva do blog recebeu a informação que no próximo dia 06 de janeiro, no ato solene no templo central da IEADERN, no Alecrim, Natal-RN, o pastor José Wellington Ferreira da Costa, presidente da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil – CGADB, orgão máximo da denominação no país, receberá o comando da Igreja das mãos do pastor Santana, jubilando-o em seguida.

 

Pastor Raimundo Santana está sendo vítima de uma campanha virulenta que tenta desacreditar o seu ministério, imputando aos seus assessores desvios de verbas e condutas em desacordo com os parâmetros doutrinários defendidos pela Igreja. Aqui mesmo no blog A Força da Esperança chegamos a divulgar alguns desses ataques. Sua saúde, debilitada desde o início da gestão, o peso da idade e a velocidade que o cargo de presidente lhe exige, fizeram do pastor Raimundo Santana uma espécie de presidente sem poder e sem força. Em seu lugar mandavam alguns pastores que se arvoravam como primeiro-ministro. Casavam e batizavam.

Assessores do pastor Martim Alves, presidente da Igreja de Mossoró, confirmam a informação e asseguram que o pastor Martim Alves será empossado neste dia 06 de janeiro de 2012 como presidente da Igreja em todo Estado do Rio Grande do Norte.
Para tanto, asseguram, o pastor Martim Alves já providenciou residência na capital do Estado onde residirá no bairro de Lagoa Nova, no Edifício Life, próximo ao Shopping Midway Mall.
ISAC DIAS

A mesma fonte informa que o ministério da Igreja de Mossoró já bateu o martelo e não aceitará nenhum nome imposto pela Convenção Estadual. Em Mossoró se tem como certa a indicação de um nome ligado a Igreja e a cidade.
Na corrida para ocupar esta vaga está o pastor Isac Dias, atualmente na cidade de Goianinha-RN, amigo do pastor Martim Alves e soldado de sua candidatura a presidência da IEADERN e com laços familiares em Mossoró, de onde saiu para o campo.

Francisco Oliveira

Outro nome cotado para a Igreja de Mossoró é o do pastor Francisco Oliveira, pastor em Baraúna-RN. Pastor Oliveira é amigo do pastor Martim Alves, tem familiares na cidade e na igreja e tem um filho casado com uma filha do pastor Martim Alves.
Os dois são bons nomes e Mossoró só terá a ganhar com a chegada (ou seria volta?) dos mesmos a cidade e a igreja que os viu crescer.