A paz do Senhor. Um momento de muita dor, tristeza e angústia, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Porto Velho (IEAD-PVH), está de LUTO, foi promovida as mansões celestiais nesta terça-feira (22/01/2019), aos 74 anos, a amada missionária Daisy Miuriel Holder, Secretaria Executiva da SEMADVEL a qual ficou na função por 18 anos.

Daisy Miuriel Holder, filha de Percy Holder e Judith Holder, nascida em Porto Velho-RO, foi membro da IEAD Porto Velho desde 1956.

Estudou o primário (Ensino Fundamental) no Colégio Barão do Solimões e o colegial (Ensino Médio) na Escola Carmela Dutra.

Em 1968 prestou concurso no governo estadual e foi aprovada em 2º lugar na cadeira de matemática 1º grã, onde lencionou por dois anos.

Cursou medicina na Universidade do Amazonas, concluindo em 1974.

No ano 1975 iniciou suas atividades profissionais como médica em Porto Velho.

Em 1978 assumiu a direção da Divisão de Epidemiologia na Secretaria de Saúde do Governo do Estado de Rondônia.

Clinicou em vários seguimentos ambulatoriais em Porto Velho:

– Pronto Socorro e atendimento hospitalar no antigo Hospital São José;

– Direção do Centro de Saúde Osvaldo Cruz;

– Ambulatórios Osvaldo Cruz, Centro de Saúde Padre Chiquinho, Centro de Saúde Ana Adelaide.

Nascida em lar evangélico é membro da IEAD Porto Velho desde 1956.

Curso missiologia na EMAD (Escola de Missões da Assembleia de Deus) e bacharelou-se em Teologia pela FAETEL.

Daisy Holder, ocupou diversos cargos na igreja:

– Direção do Circulo de Oração Infantil;

– Professora da Escola Bíblica Dominical;

– 1ª  Coordenadora do Departamento de Adolescentes da IEAD-PVH, ficando nesta coordenação por 6 anos.

– Dirigente do Circulo de Oração de Senhoras da IEAD-PVH.

– 1ª Coordenadora do Circulo de Oração de Senhoras da IEAD-PVH, onde por 6 anos coordenou este trabalho.

Em junho de 1993, atendendo ao chamado divino, deixo a Coordenação do Circulo de Oração.

No mês de julho de 1993, convicta do se chamado, deixou o Brasil, América do Sul, e viajou a Angola, país da África, momento em que a paz naquele País se encontrava em perigo mais difícil nos seus 30 anos de guerra.

Foi usada por Deus em uma organização Beneficente Alemã e Portuguesa, não governamental, para dar assistência de saúde (médica) e espiritual aquele povo carente, onde passou 4 anos.

Em Angola montou com a ajuda da aludida organização um grande ambulatório dando assistência a população local, com mais de 100 atendimentos clínicos diários, bem como supervisionava os atendimentos laboratoriais.

Nos campos de refugiados de guerra, diariamente, com duas refeições assistia 720 crianças desnutridas e alguns ouros casos clínicos ambulatórias.

De atendimento interdenominacional às crianças e adolescentes desnutridos em locais que distavam da sua base 27 a 32 quilômetros, levando-lhes alimento material e espiritual.

Já no campo espiritual e missionário, trabalhou em várias congregações tanto na Província de Benguela como no município de Lobito. Assim ajudou ministerialmente os pastores locais.

Ainda neste período, criou e deu assistência a 7 (sete) trabalhos de Benguela como no município de Lobito.

Trabalhou co adolescentes na Igreja tanto na Província de Benguela como no município de Lobito.

Retornou ao Brasil no final de 1997 e em 1998 reiniciou suas atividades na IEAD Porto Velho.

Em janeiro de 2001, convidada pelo pastor Joel Holder (presidente da IEAD Porto Velho), passou a ocupar o cargo de secretaria Executiva de Missões. Em 2002 organizou o 1º Congresso de Missões.

Em 2012, aconteceu o 10º Congresso de Missões, acontecimento onde Deus tem operado e derramado do Espírito Santo, salvando vidas, operando milagres . Implantou o Projeto Bahia/Barreiras, atendendo a necessidade da pregação do evangelho no sertão baiano.

Foi a idealizadora do Projeto PIM (Projeto de Intercessão Missionária).

Como médica aposentada, vivia integralmente fazendo a obra de DEUS e realizando o trabalho administrativo da Secretaria de Missões (SEMADVEL).

 

Fonte: IEAD PORTO VELHO